Appmon: Entendendo os conceitos!

publicado em  18.10.16


Appmon é o diminutivo de Appli Monsters (Monstros de Aplicativos), formas de vida digital que vivem no limite entre o mundo real e o mundo digital, no Oceano da Internet. Semelhantes aos Digimons, eles possuem inteligência artificial, pensando e agindo por si próprios. Cada Appmon é relacionado a um aplicativo de smartphone, e só pode ser materializado no mundo real através da utilização de um Chip Appmon no Appli Drive.

Os Appmons possuem os seus próprios conceitos de evolução, atributos, poder e habilidade. Esses conceitos podem não ser muito importantes no anime, porém, são fundamentais para o entendimento dos jogos. Então vamos falar um pouco sobre eles?


Poder, App-Link e App-Gattai

Para entender o conceito de evolução, é necessário saber que cada Appmon possui um número específico de Power (Poder). Para aumentar esse nível, ele pode fazer um App-Link, que é quando dois Appmon juntam seus cabos para unirem seus poderes.


O nome da forma resultante da App-Link é: "Nome do Appmon principal" Plus "Nome do Appmon secundário".

Porém, existem Appmons compatíveis, cujo App-Link resulta em uma App-Gattai (Fusão). A App-Gattai é a forma dos Appmon evoluírem.


Estágios de Evolução

Os Appmon são separados conforme sua ordem de desenvolvimento.


Standard - Nível comum dos Appmon.
Super - Fusão de dois Appmon Standard.
Ultimate - Fusão de dois Appmon Super.
God - Fusão de dois Appmon Ultimate.


Tipos de Appmon

Os aplicativos que representam cada Appmon foram divididos em sete categorias, onde cada um possui uma vantagem e desvantagem em relação ao outro.




Habilidade

Cada Appmon possui uma habilidade específica, determinada pelo aplicativo que ele representa.


Abaixo você pode ver um exemplo dos conceitos citados acima.



Você pode ver uma pequena lista de Appmon clicando aqui (ela será atualizada semanalmente, seguindo os episódios).