Hashtag Digimon Fusion 15

publicado em  15.8.14

Estamos na metade da primeira leva de episódios de Digimon Fusion. No ar desde o dia 1º de maio, o anime vêm sendo exibido de forma regular pela Cartoon Network, sempre às quintas - 16:30. Como ontem chegamos ao 15º episódio, acredito que já temos material suficiente para fazer uma análise "de verdade" da série. Então se você veio aqui com a intenção de ver aquelas piadas forçadas, aconselho apertar o "x" ali em cima (mentira, vejam as imagens pelo menos :v).

Pra mim, desenho animado tem que ser dublado! Não vejo sentido algum em assistir a um desenho legendado. O nível da dublagem nacional é altíssimo, e me arrisco em dizer que em certos pontos chega a ficar melhor que a original. Portanto, nem preciso dizer que estava ansioso com a estreia da "versão nacional".

O horário escolhido para Digimon não foi um dos melhores, e a divulgação da série foi pior ainda. Mas hoje em dia quase todas operadoras de TV possuem dispositivos para gravar programação, então não vejo isso como um grande problema. Eu tive sorte de ter as tardes de quinta livres, assim pude assistir a todos os episódios em tempo real.

Censura de violência no episódio 15 de Digimon Fusion.

Eu já havia tido a oportunidade de ver os episódios em inglês, portanto já sabia que a Saban (distribuidora de Digimon Fusion no Ocidente) tinha feito algumas alterações. Cortes de violência e edições de cena (como censuras nos peitos da Laylamon) pra mim não são nenhum problema, não vejo o que mostrar ou não uma espada encravada no peito do Angemon possa alterar nos acontecimentos da série. Quanto as adaptações dos nomes dos Digimons, quem já jogou algo da franquia em inglês já devia estar familiarizado com isso. O grande problema dessa adaptação foi a trilha sonora, não vou negar que até gosto do tema de abertura de Digimon Fusion, mas pra que alterar as músicas de fundo? Os temas de evolução e dos personagens faziam parte da obra, e sem elas a série ficou totalmente defasada.

Edição de imagens feita pela Saban no episódio 15 de Digimon Fusion.

Algo que ficou evidente também, foi a alteração de alguns diálogos, deixando os personagens mais "engraçados". Porém, da pra perceber que isso é mais notável nos episódios iniciais, que não eram tão "sérios" como os episódios que assistimos nesses duas últimas semanas. No episódio de ontem quase que não era notado esse "humor forçado". O único grande problema do episódio foi ver a digi-fusão para o Shoutmon X4B sem a excelente trilha "X4B The Guardian", no lugar colocaram uma versão estilizada do tema de abertura de Digimon Fusion. Mas a luta continuou emocionante, independente da música tocada.


As vezes o humor forçado nos diálogos acaba sendo mais benéfico do que irritante. Ontem, por exemplo, o momento em que o Gargoylemon acusa o Mikey, Shoutmon e Dondokomon de alguns crimes como: "Dar chilique em público", pra mim foi um momento impagável.

A exibição de Digimon Fusion gera controvérsias, existem pessoas que gostam.


E outras que não.


Se eu não estivesse aqui, no Geração Digimon, acredito que não estaria assistindo a série. Primeiro porque não costumo assistir TV nesse horário, e também porque já assisti em inglês. Mas vejo que a maioria das pessoas que reclamam da exibição não assistiram a um episódio sequer, e utilizam desculpas que não tem relevância nenhuma... Qual a diferença em chamar um personagem de Lilithmon ou Laylamon? Muda o que no decorrer da história? Claro que existem críticas duras a série, não estou aqui querendo defender a Saban... As edições DEFASARAM SIM, mas também não é nada de outro mundo. É um desenho animado bom de se acompanhar, tem momentos hilários e tocantes, como qualquer outra série de Digimon.

Acredito que esse texto ficou mais extenso do que a maioria de vocês costumam ler (zoa), mas fica aqui a nossa análise da série um tanto quanto atrasada. Temos mais 15 episódios desse primeiro "arco" pela frente, e aí pretende me acompanhar na difícil missão de digerir a versão americana?

Comentários
Anônimo  

Tipo, eu ja vi todos em japonês e portugues e o trabalho de adaptação para a "versão brasileira" sempre foi bom, mas realmente, a Saban estragou - de certo modo - Digimon Xros Wars... Ficou enjoativo e infantil... Xros Wars >>>>> Fusion...

Tairu  

não é as musicas de fundo, não são as adaptações nos nomes dos digimons, não são as vozes dubladas que ficaram muito diferentes do que a versão original (no inicio era mas se acostuma), não são as censuras sem motivo e não é por causa dos nomes exagerados dos personagens. mas é por causa do roteiro que estragou a epcidade dos acontecimentos da serie toda

Anônimo  

Melhor chegar assim no ocidente do que n chegar, a tantas outras animações japonesas que n se quer chegam no ocidente, digimon e uma exceção, uma franquia de sucesso globalmente q consegue sempre se renovar no mercado, imagina ai se tds as temporadas fossem a mesma coisa haveria uma overdose d mesmices, a principio n gostei muita da versão americanizada (sabanizada), mas agora tenho outro ponto de vista, o importante e manter a franquia viva no mercado, agora temos o Fusion, conquistando novos digiescolhidos para uma nova G3R4Ç40 D1G1M0N, é isso ai Digimon tá voltando com td, e dali FUSION...

Anônimo  

se em Japa o anime ja foi de looonge o pior... imagina em português em pleno 2014 onde as dublagens tendem a ficar mais idiotas e infantis? eu dispenso.

Saudade da era de Adventure e Savers