Digimon Fusion: Bate-Papo com os dubladores!

publicado em  5.7.14


O Mundo Digital está em guerra! De um lado está o terrível exército Bagra, que tenta a todo custo obter o controle de todas as regiões, do outro está um exército de Digimons que buscam reconquistar a paz, eles são conhecidos como Fusion Fighters. Na linha de frente deste time está um humano chamado Mikey Kudo, que possui uma ferramenta que tem o poder de fundir os Digimons, o Fusion Loader. Entre seus principais guerreiros estão: Shoutmon, o centro de todas as digi-fusões; Dorulumon, o personagem mais experiente; e Dondokomon, o mais engraçado do grupo.
Esses heróis entram em ação todas as quintas, 16:30, via Cartoon Network, e graças as fusões que podem gerar guerreiros ainda mais poderosos, estes Digimons estão ficando cada vez mais populares entre as crianças. E foi exatamente com eles que nós tivemos o prazer de conversar.

Por trás de Shoutmon, está a dubladora veterana Fernanda Bock, que tem um extenso currículo com animes, ela já dublou: King Drasil em Digimon Data Squad; Integra em Hellsing; além de personagens em Pokémon, Sailor Moon e Yu-Gi-Oh! O Dondokomon é interpretado pelo Lucas Gama, um jovem dublador que já participou de diversos desenhos como: Gormiti; Grojband e Pokémon. E o interprete do Dorulumon é o Guilherme (Gui) Marques, que já emprestou sua voz para personagens de: Dragon Ball Kai, Cavaleiros do Zodíaco Lost Canvas e Power Rangers Super Samurai.


Dublador e Fã de Digimon

Os Digimons já estão há 14 anos no Brasil e dar voz a personagens tão populares acaba gerando uma apreensão por parte do elenco, pois existe a preocupação de agradar os fãs. E imagina se o dublador for um fã do desenho? A preocupação deve ser dobrada! O Lucas deve ter passado por isso enquanto dublava o Dondoko (como ele carinhosamente chama seu personagem). "Eu acompanho Digimon desde a época em que estreou na Rede Globo, lembro que era muito comparado com Pokémon, mas eu adorava os dois... Ainda gosto 'risos'. Sou fã desde pequenininho".




O convite para dublar um Digimon

Os atores foram escolhidos a dedo e o quesito foi a aproximação com as vozes norte-americanas. "Fiz o teste e a minha voz foi escolhida, talvez porque tenha sido a mais próxima do original". A Fernanda ainda nos contou que não procurou assistir a versão dos EUA nem a japonesa, e foi tentando entrar na onda do personagem durante as gravações. "Há algum tempo fiz um outro personagem que acho até que a voz original é do mesmo ator", completou.

"Eu estava no estúdio para fazer um outro trabalho e estavam escalando o Digimon Fusion. Me perguntaram se eu faria aquela voz, eu fiz o melhor que pude para chegar perto do vozeirão grave que o norte-americano pôs nele, gostaram e ganhei o personagem", disse o Gui sobre o convite para dublar o Dorulumon. Ele ainda nos contou que foi atrás de informações sobre os personagens e chegou a assistir episódios em japonês para poder comparar. "Mas o meu trabalho é baseado no que o norte-americano faz lá, porque é o material que tenho para trabalhar".


Menina dublando um menino


A Fernanda tem um trabalho duplo em Digimon Fusion, primeiro porque ela é uma mulher e tem que dar voz a um personagem masculino. E não podemos esquecer que nas fusões ela precisa mudar o tom de voz para diferenciar. "São 18 anos dublando, e dentre tantos trabalhos: filmes, novelas, documentários, reality, etc... dublo desenhos sim e 99% voz de menino". Recentemente ela também dublou o Saci do Sitio do Pica-Pau Amarelo, e por fazer uma voz tão diferente da sua perguntamos se alguma criança consegue reconhecê-la quando fala: "Minha voz (enquanto personagem/menino) não é reconhecida pelas crianças tão facilmente, pois é bem diferente da minha voz natural; só mesmo as crianças próximas, da família, é que sabem que sou eu, porque elas pedem e eu brinco de dublar".













Os Digimons se parecem com seus dubladores!

O Dondokomon é um Digimon alegre e ama festas, mas na hora da luta é o primeiro a fugir. Será que o Lucas se parece com seu personagem? "Eu adoro o Dondoko, e me identifico muito com ele. Estou adorando o jeitinho dele. E sim, sou festeiro", disse. Já o Dorulumon é um personagem mais na dele, um pouco caladão, mas extremamente confiável. "Até tem alguma coisa parecida entre nós dois. Essa coisa de ser mais na dele, de ter pouquíssimos amigos, mas amigos de verdade, é bem a minha também", disse o Gui quando questionado sobre sua identificação com o Dorulumon.


O processo de dublagem

Muitos ficam curiosos sobre o processo de dublagem. Como será que é o processo de gravação? O Gui nos contou um pouco sobre como eles recebem as falas de seus personagens: "Só temos contato com o texto e com o material que será dublado na hora de entrar no estúdio... Acontecem muitos erros, piadas, brincadeiras e tudo mais", ele ainda contou que acha o processo muito divertido. "Pra mim, é a realização de um sonho", completou.
Já o Lucas nos falou que cada dublador só tem acesso a fala de seu personagem. "Quando vou dublar, eu só vejo as minhas cenas, então na metade do tempo eu não sei o que acontece com os outros personagens, só sei o que acontece com o meu".

Eles estão acompanhando na TV?

O Gui acompanha a série na TV, inclusive interage com os fãs durante a exibição do episódio. "Eu tento acompanhar os trabalhos que faço até para analisar e melhorar o meu próprio trabalho. Digimon, por exemplo, eu ponho pra gravar quando não consigo assistir na hora". Ele também é pai de um menininho de três anos de idade, e garante que se ele fosse maiorzinho iria indicar o anime.






Críticas dos fãs mais antigos

Por se tratar de uma adaptação, geralmente os fãs que tiveram acesso ao material original acabam fazendo comparações com as versões ou com as vozes. A Fernanda nos falou um pouco de como reage aos comentários: Críticas e elogios fazem parte, e sendo atriz / música, tô na chuva pra me molhar, somos expostos a cada trabalho e é difícil agradar a Gregos e Troianos (risos)! Eu mesma acho que tem trabalho que podia ter sido melhor, ou então que a voz não era pra mim, mas enfim... Ninguém é dono de verdade alguma. É como o mercado funciona, danço conforme a música.

Gui: Eu acho as críticas válidas e procuro assimilar o que me dizem para amadurecer e melhorar, pessoal e profissionalmente, sempre.

Lucas: Eu sempre recebo de peito aberto. Acho que estou em constante aprendizado, gosto de dublar e sei que cada trabalho é um trabalho diferente. Acho que se a critica for construtiva é bacana, mas se baixar o nível ai já acho escroto.


Ele é fã de animes!

Além de dublador, o Lucas também atua e... Desenha! Ele nos confessou que é viciado em desenhos da Disney e que assiste animes desde pequeno. "Desde criança assisto animes como Sakura Card Captors, Dragon Ball, Inuyasha, Tenchi Muyo, Buck e muitos outros. Confesso que dei uma paradinha de ver animes agora, mas sempre estou na Liberdade vendo os lançamentos". A maioria dos seus desenhos é baseada no estilo da Disney e, se você tiver interesse, pode vê-los clicando aqui.


Os 30 episódios correspondentes ao primeiro arco de Digimon Fusion já estão completamente finalizados, e apenas aguardam exibição na TV. A segunda temporada deve chegar na metade do primeiro semestre de 2015 e os dubladores já estão ansiosos para voltar ao trabalho!

Na semana passada, 29 de junho, foi comemorado o dia do dublador. Gostaríamos de deixar aqui nossa homenagem a toda equipe de dublagem de Digimon Fusion e parabenizá-los pelo excelente trabalho. Lembrando que também entrevistamos aqui os interpretes do Mikey, Angie e Jeremy.
Duarte  

Excelente matéria, parabéns.

Anônimo  

LUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUCAS GAMA LINDOOOOOO <3 voz maravilhosa. Desenho lindo! Amooooo

Caio  

Como de costume, materia excelente! Eles todos tao fazendo um trabalho muito legal, principalmente considerando as limitaçoes, como nao ter acesso aos textos antes de gravar ou só poder ver os seus textos e cenas. Alem disso, sao muito gente boa :D
Otima materia Ippo o/