As Origens de Digimon (primeira parte)

Qual a origem de Digimon? Seria apenas uma franquia criada para disputar com os Monstrinhos de Bolso (coisa que nós, fãs de Digimon, sempre escutamos ¬¬)? Tire suas dúvidas e desvende mistérios que envolvem a origem de Digimon nesta nova leva de matérias!

Digimon nem sempre foi anime, e muito menos surgiu de um mangá... Digimon surgiu muito depois da criação dos "Monstros Digitais". Mas como isso seria possível? Para entender o porquê dos "Monstros Digitais" virem antes dos Digimons, é necessário voltar um pouco no tempo:
Em 1967 nasceu Aki Maita, que com apenas 23 anos se tornou funcionária da Bandai. Em 1995 ela foi responsável pela criação dos tamagochis. Desde pequena Aki amava animais de estimação, além de ter um interesse em assuntos relacionados em Inteligência Artificial (é bom destacar que na década de 90 assuntos relacionados a novas tecnologias - Era Digital - estavam em alta, e a criação de robôs, ou outros tipos de aparatos, com inteligência artificial era uma das grandes ambições dos cientistas da área). Ela assim criou os "monstros de estimação", conhecidos como Tamagochis (e que nós, brasileiros, chamávamos de Bichinhos Virtuais, febre por aqui no finalzinho mesmo da década de 90).
Tamagochi é a junção de duas palavras, uma japonesa: Tamago (ovo) e a palavra inglesa Watch (ver/vigiar). Eles são monstros eletrônicos que vivem, num pequeno dispositivo, prático para levar no bolso ou colocar no chaveiro. A princípio você fica observando um ovo (daí o nome ;p), que logo se torna um monstro pequeno, e a medida que você vai cuidando, dando comida, banho, brincadeira, remédio, etc, ele vai "evoluindo", ou seja, cresce para uma outra forma (princípio da digievolução). Porém, para isso, é necessário fazer com que o bichinho esteja "Feliz", pois assim eles poderão atingir até 4 níveis de evolução.
Os tamagochis viraram febre entre pessoas de todas as idades no Japão inteiro (apesar do público principal serem as crianças), e logo se espalharam pelos 4 cantos do mundo. No Brasil chegou com grande alvoroço, sendo muito divulgado pela Angélica, no seu programa Angel Mix no final da década de 90. Existiam vários modelos com monstrinhos variados, e os colecionadores ficavam ansiosos para obterem todos. Nas escolas viraram problema para os professores, já que as crianças deixavam de prestar atenção nas aulas para darem comida aos bichinhos... Porém ainda faltava algo para atingir 100% do mercado. Os Tamagochis eram mais populares entre as meninas, e para atrair os garotos a Bandai resolveu fazer certas mudanças.

Saibam quais foram estas mudanças na segunda parte sobre a As Origens de Digimon (breve).
Quilla  

Bem interessante essa matéria Ippo. Eu também acho besteira ficar comparando Digimon com Pokémon ¬¬ sou fã das duas franquias, mas eu não vejo motivos para tal rivalidade. Parabéns!

Luiz Fernando  

ippo tomara que nao se importe mas usei sua materia no meu blog ok e visite ele entre em http://digimongeration.criarumblog.com/

RafaX  

Deve haver rivalidade pelo simples fato de que ambas usam supostos monstros com parceria a crianças, mas fora isso, as semelhanças são excassas =/

Andinho  

os dois são ótimos gosto muito deles
porem tem pequenas diferenças entre digimon e pokemon ......... bem interessante essa historia

Taiko Kamiya  

Ippo, vou utillizar essa matéria no meu blog, OK? Colocarei logo após: "fonte: Geração Digimon" OK?